Artigos Mais Acessados

 2101 visitantes online
 

Descubra e aplique as leis dinâmicas da prosperidade.

Tudo Grátis!


www.acasadoaprendiz.com.br

Relatório de Estágio de Pedagogia
Este artigo já foi lido por : 23181 pessoas
Escrito por Gilberto Penha De Andrade   
Dom, 05 de Junho de 2011 01:20
A ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL E SUA HISTÓRIA
O inicio da história da Escola Estadual Almirante Toyoda a sua formação se deu assim: “No inicio da Usiminas vieram muitos japoneses pro Brasil para trabalhar nela trazer a tecnologia de lá pra cá. Então os japoneses vinham de navio quem era o Almirante era um japonês que tinha como sobrenome Toyoda.
Então os japoneses vinham de navio quem era o almirante era um japonês que tinha como sobrenome Toyoda , foi ele quem incentivou a construção de uma escola para os filhos dos japoneses que vinham com suas famílias e precisavam colocar seus filhos na escola. O Almirante Toyoda passava muitas temporadas aqui e se familiarizou com o lugar. Então quando construíram a escola ,ela recebeu o nome de Almirante Toyoda para homenagear o almirante .”
E sobre seu espaço físico : A escola tem 11 salas: uma é de informática foi construída o ano de 2010 exclusivamente para isso. Uma cantina, uma quadra coberta, banheiros feminino e masculino, um banheiro adaptado para deficientes, Biblioteca, sala dos professores, sala dos professores, secretaria, refeitório o espaço é amplo, arborizado a escola é ampla muito bem cuidada.
A ESCOLA E SUA CULTURA ESCOLAR
E sobre seu espaço físico : A escola tem 11 salas: uma é de informática foi construída o ano de 2010 exclusivamente para isso. Uma cantina, uma quadra coberta, banheiros feminino e masculino, um banheiro adaptado para deficientes, Biblioteca, sala dos professores, sala dos professores, secretaria, refeitório o espaço é amplo, arborizado a escola é ampla muito bem cuidada.
Acreditando no poder da leitura como parte integrante do processo de formação das crianças, as professoras Kátia e Clotildes, dos terceiros anos do ensino fundamental, vêm realizando o projeto denominado "A HORA DO SILÊNCIO".Onde as crianças tem oportunidade de aprender a sentir o silêncio,levando-as a se prepararem socialmente para aprender a respeitar a hora de falar e de ouvir. "A HORA DO SILÊNCIO" é um momento onde os alunos se inserem na leitura, de uma forma bem agradável e natural. Este momento, acontece semanalmente e já faz parte da rotina dos alunos.
O projeto de Leitura é algo fixo e faz parte da cultura da escola. Ler significa refletir, pensar, estar a favor ou contra, comentar, trocar opiniões, posicionar-se, enfim, exercer desde cedo a cidadania. Desta forma, percebe-se o papel da leitura na formação escolar.
No mês de maio, as professoras Clésia e Joana apresentaram uma peça teatral dando início ao projeto Alfabetização com a metodologia CLE.
Na ocasião seus alunos apresentaram um teatro com a história "A ZEROPÉIA" do livro de Herbert de Souza (Betinho). Aconteceu nossa tradicional Festa Maína.
A festa foi nas dependências da nossa escola. Tivemos apresentações culturais de nossos alunos e professores, comidas típicas e muito mais.
Desenvolvendo mais uma das ações do projeto "A Corrente do Bem Conviver", a D. Leila, do Lions Clube de Ipatinga, esteve na E. E. Almirante Toyoda, contando a história de um menino que usou a criatividade para ser aceito pelos colegas.
Refletindo com os alunos do 3º ano, chegou-se à conclusão de que todas as pessoas têm qualidades diferentes e que devem ser respeitadas.
Na oportunidade, D. Leila condecorou um dos alunos com a medalha de honra ao mérito, pela colaboração que ele presta à mãe.
Colaboração é um dos valores que vem sendo trabalhado desde o início da implantação do projeto.
OS FUNDAMENTO DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO
O Projeto Político Pedagógico é resultado de uma experiência coletiva, na qual, se constrói caminhos para colocar em prática os paradigmas educacionais em sintonia com a filosofia da Escola Estadual Almirante Toyoda. Este documento tem por finalidade expressar a identidade desta escola, onde estão presentes seus objetivos e desejo de mudança, para uma vida digna e justa socialmente. Constitui-se de um referencial teórico de apoio que revela a função social da escola a partir de sua linha filosófica e pedagógica e de uma análise da realidade escolar com estabelecimento de prioridades, definidas pelo corpo docente e administrativo, que orienta as mudanças que conclui-se necessárias. Este Projeto Político Pedagógico é considerado, basicamente, um referencial orientador e limitado no tempo e na abrangência de sua significação.
A proposta pedagógica da Escola Estadual Almirante Toyoda.
foi elaborada a partir de encontros para discussões e debates que envolveram o corpo docente, a direção, coordenação pedagógica e orientação educacional da instituição, conforme previsto na Legislação Nacional: Lei de Diretrizes e Bases – LDB número 9394/96.
A missão da escola é oferecer um ensino com qualidade, por meio de profissionais qualificados para garantir a satisfação e o atendimento aos requisitos da clientela , direcionando os esforços para a formação de um ser humano completo , que conheça seus direitos e cumpra seus deveres , que consiga ter uma idéia do mundo. Desenvolver esforços em prol da educação e da cidadania , da criança em condições de baixa , média e alta renda social , através de atendimento de qualidade , criar condições de operacionalização dos dispositivos do Estatuto da criança e do adolescente, dentro da área de competência .Os profissionais buscam a formação exigida e possuem hoje, na sua maioria formação na área educacional.É proporcionado aos alunos , um ambiente de recreação e educação apropriado onde podem obter carinho , atenção e cuidados.A proposta pedagógica da Escola Estadual Almirante Toyoda tem como finalidade o desenvolvimento integral da crianças em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, completando a ação da família e da comunidade,tendo como horizonte mais amplo a formação de cidadãos críticos,
conscientes, participantes e democráticos. Como objetivo imediato, a produção de aprendizagens pelas próprias crianças, na interação entre elas e com os adultos/mediadores.
A criança como todo ser humano é um sujeito social e histórico e faz parte de uma organização familiar que está inserida em uma sociedade, com uma determinada cultura, em um determinado momento histórico.A infância é um período da vida do ser humano que vai do nascimento a puberdade, destinado não só ao desenvolvimento físico do indivíduo , como também seu desenvolvimento intelectual e social.É na infância que os sujeitos se aprimoram para a vida.
Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais, desde que nasce a criança possui um papel social embasado na dialética história x cultura da sociedade onde encontra-se inserida: “ A criança , não é uma abstração , mas uma ser produtor e produtivo da história e da cultura”. Dentro desta visão de infância, a escola pretende proporcionar as crianças não somente cuidados necessários ao desenvolvimento biológico, mas oportunizar um espaço , um atendimento e um processo de aprendizagem que juntos preparem as crianças para as próximas etapas da vida.Compreender, conhecer e reconhecer o jeito particular das crianças serem e estarem no mundo é o grande desafio da educação e de seus profissionais.
Foi possível concluir perceber que o PPP desta Escola é um documento de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais e contempla em seu currículo as diferentes áreas do conhecimento.Ele se encontra também adequado a nova legislação 11.274 de 6 de fevereiro de 2006 do MEC ,que inclui as crianças de 06 anos ao Ensino Fundamental de nove anos.

A PRÁTICA DO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO NO COTIDIANO DA ESCOLA E DOS ESPAÇOS COLEGIADOS.
Ao observar o Projeto Político Pedagógico em ação podemos estabelecer uma relação entre um documento norteador da prática educativa e sua real funcionalidade e execução dentro dos estabelecimentos escolares.
Dentro do campo estágio foi possível concluir que a equipe pedagógica da instituição conhece e respeita as diferentes etapas de desenvolvimento humano, e demais funcionários procuram aprender e conhecer estas etapas, respeitando e ajudando no processo educativo.A escola procura manter um trabalho de parceria com a comunidade interna e externa, o que evidencia uma gestão democrática e pautada em valores educativos sólidos.Procura desenvolver projetos sociais a fim de estabelecer a construção da cidadania.
A escola desenvolve projetos e ações que favorecem a construção da cidadania, como oficinas de dança, musica, artes plásticas, culinária, informática e projetos de saúde preventiva, e ainda projetos sociais e culturais.As crianças têm total liberdade para transitar e se movimentarem pela sala e outros locais da instituição, a professora, porém procura estabelecer limites e incentivar o pensamento e a consciência dos alunos em relação a locomoção.Elas se dirigem à professora com total liberdade, transparecendo assim, uma relação de respeito e naturalidade.O comportamento das crianças nas atividades livres, no recreio, na entrada, na saída, as expressões, as brincadeiras, os jogos, expressam claramente a postura da professora com as crianças que agem reproduzindo bons exemplos e respeito.
A rotina sofre alterações quando visa melhorias já que a escola promove os bons hábitos e a organização na vida das crianças. As atividades se dividem em: entrada, brincadeiras livres, lanche, escovação de dentes, brincadeiras direcionadas, atividades na sala de aula, brincadeiras livres, músicas, passeios extra-escolares, atividades na biblioteca.Procurando manter sempre uma relação e contextualização com conteúdos e objetivos pré-determinados.
O ESPAÇO DA(S) SALA(S) DE AULA E AS RELAÇOES ESTABELECIDAS NELAS.
Entrevistas, observações e questionamentos foram realizados para uma compreensão da realidade da vivencia pedagógica da instituição.A Escola, em todos os aspectos, considera as especificidades afetivas, emocionais, sociais e cognitivas das crianças. Desenvolve atividades lúdicas reafirmando o direito ao brincar como uma forma particular de expressão, pensamento, interação e comunicação.
A sala de aula é um lugar muito especial. Especial, porque tem gente. Gente com histórias diferentes.
Cada dia é um novo dia. Foi esse o ambiente encontrado na realização do estágio. A Escola possui um espaço que permite às crianças um bom desenvolvimento e uma ótima aprendizagem. As crianças e os professores desenvolvem a autonomia encontrando meios de modificar o espaço existente em função das ações desenvolvidas. As iniciativas das crianças, suas curiosidades e vontade de explorar as tornam sujeitos ativos no mundo em que vivem. As atividades propostas baseiam-se em uma organização do espaço e na oferta de materiais de forma a possibilitar a iniciativa, a ação independente e a imaginação das crianças.
Nas entrevistas e na observação, foram colhidas informações importantes quanto a rotina diária, o comportamento das crianças, dos professores e da família, os programas desenvolvidos, possíveis problemas, alimentação, os estímulos recebidos pelas crianças, envolvimento dos pais, recursos, horário e a avaliação.
.Contudo, foi possível concluir que o trabalho dessa instituição, tanto na visão dos professores como na visão dos alunos, tem atingido seus objetivos e especificidades propostas.Na sala de aula foram organizados ambientes que permitem o desenvolvimento de atividades diversificadas e simultâneas, como ambientes para jogos, artes, faz-de-conta, leitura, etc. Na área externa, são oferecidos espaços lúdicos alternativos, com um lindo parque, permitindo que as crianças corram, balancem, subam, desçam e escalem ambientes diferenciados, pendurem-se, escorreguem, rolem, joguem bola, brinquem com água, escondam-se.
A instituição planeja o seu espaço de modo que as crianças possam circular com independência e segurança. A professora apresenta ter conhecimento quando se dirige e transmite o conhecimento aos seus alunos, tem interesse em aprender tanto com o auxilio de materiais, mas também com seus alunos e outros profissionais.
A professora expressa gostar do que faz, é bem disposta, alegre, animada e
comporta-se de forma prazerosa perto de seus alunos.Em suas expressões faciais, formas de gesticular e se dirigir aos alunos ela é segura, explicitando sua percepção de mundo e suas expectativas quanto ao ato de educar.A professora é carinhosa, mas tem postura firme diante de seus alunos.É flexível com conteúdos e se preocupa com a aprendizagem e a evolução de cada criança.Os alunos chamam-na por tia e a na relação entre eles pode-se observar o respeito. Em situações de conflito ou em que as regras estabelecidas não são respeitadas a professora recorre ao cantinho do pensamento sempre conversando e olhando nos olhos do aluno.Os outros alunos encaram essa atitude com naturalidade já que as regras são claras e a ordem e organização fazem parte do cotidiano.
A organização do cotidiano de trabalho desta instituição procura criar condições para o desenvolvimento integral das crianças. Considerando as possibilidades de aprendizagem, atuando de forma a proporcionar o desenvolvimento de capacidades envolvendo aquelas de ordem física, afetiva, cognitiva, ética, estética, de relação interpessoal e inserção social.
As avaliações são feitas mensalmente de acordo com o cronograma elaborado pela equipe pedagógica.O desenvolvimento psicosexual, cognitivo, afetivo emocional e social dos alunos é observado de forma evidente quando é observada as conversas, ações e avaliações dos alunos, visto que a escola trabalha o desenvolvimento de todas as etapas e dimensões do desenvolvimento humano, privilegiando assim a formação integral de seus alunos.
PLANEJANDO O EXERCÍCIO DA DOCENCIA.
De acordo com o Projeto Político Pedagógico da Instituição, que tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, completando a ação da família e da comunidade, foi desenvolvido o planejamento da atuação docente como estagiária.
Durante o estágio, entre outras disciplinas, foi possível presenciar que as crianças estudavam o corpo humano dentro de Ciências.Então para dar continuidade ao estudo foi proposto ao professor o seguinte Plano de Aula:
PENSANDO E AVALIANDO O EXERCÍCIO DA DOCENCIA.
A experiência no exercício da docência contribuiu de grande forma no aprendizado da prática dentro da sala de aula.A colaboração do professor, dos alunos e dos demais funcionários envolvidos fizeram dessa prática um ensaio de sucesso para desenvolver o domínio dos conteúdos, o relacionamento, a organização e a participação.
A sala de aula, espaço destinado às trocas promovidas entre educandos e estagiário, é um lugar onde cada um possui expectativas, anseios, necessidades e saberes próprios.Neste sentido, é necessário que se pense no aluno em formação como alguém que passa por um grande período de transição: em que, como estagiária, devo deixar de ser aluno para assumir o papel de professor.
Em nossa sociedade, sem exceção, o professor é sempre mártir ou vilão, herói ou bandido, como se existissem apenas dois lados, dois extremos.Portanto, quando nos deparamos com a possibilidade real de estarmos numa sala de aula, através do estágio, alguns fantasmas insistem em nos assombrar.
Ao iniciarmos a proposta do projeto de estágio, é inevitável partirmos de interesses pessoais, assuntos com os quais nos sentimos mais familiarizados ou ainda, temas que gostaríamos de nos aprofundar. A questão, no entanto é, se estamos buscando um ensino que priorize as relações dialógicas entre alunos e professores, se o enfoque da educação que objetivamos construir é dar espaço para que os alunos exerçam sua liberdade de criação e expressão, fazendo com que cada um sinta-se responsável nos processos de ensino/aprendizagem, como
então, trabalhar sobre planejamentos e planos de aula que contemplem somente aquilo que o professor teve em mente ao fazê-los?
O professor deve pensar no papel que quer exercer e não esquecer que há uma esfera que lhe é própria e é a da relação que pode construir com seus alunos. Partindo disto, e assumindo que o trabalho docente não é individual, mas deve caminhar rumo a projetos compartidos, deve escolher o caminho que hoje pode construir com os estudantes, com seus colegas e a comunidade.
Portanto, o caminho que se deseja trilhar é aquele que possa ser enriquecedor, em cada ponto do trajeto, onde o caminhante seja surpreendido por diferentes acontecimentos, estabelecendo e fortalecendo vínculos e laços, deixando marcas por onde passa.
Gilberto Penha de Andrade

Artigo extraído do meu Blog: http://pedagogiasocialja.blogspot.com

 


Os artigos veiculados neste site são de inteira responsabilidade dos respectivos autores/publicadores. Informe-nos em caso de violação dos direitos autorais para que possamos retirar o(s) referido(s) artigos(s) do ar

 
Perfil de: Gilberto Penha De Andrade

Autor(a) com 17 artigos no site

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar