259 visitantes online
 

Descubra e Aplique as Leis Dinâmicas da Prosperidade.

Tudo Grátis!


www.acasadoaprendiz.com.br

A vida nos ambientes terrestres: Trabalho da escola
Este artigo já foi lido por : 4754 pessoas
Escrito por Emille Paulino   
Seg, 14 de Março de 2011 13:44

 

Os fatores que determinam os tipos e a quantidade de seres vivos que existem num determinado ambiente são: a água, a umidade do ar e as substâncias presentes nesse ambiente.

Nas florestas, as raízes das árvores “seguram” o solo, impedindo a erosão (o processo de remoção e transporte das partículas do solo para outro local).

As copas das árvores formam um “guarda-chuva” protetor que protege contra a ação erosiva da chuva e do vento, além de bloquear a maior parte dos raios solares.

O clima nas florestas é fresco e o ar é “parado”.

Em campos abertos, a luz solar é direta e o vento atinge quase todos os lugares. O ar é seco, chove pouco e não locais mais frescos que outros. O ambiente é dominado por grama e capim. Há poucas árvores espalhadas e pouca sombra.

Florestas tropicais são as florestas localizadas na região do Equador (zona tórrida) e que estão expostas a muitas chuvas.

 

Nessas florestas quase não há diferenças quanto à estação do ano, a não ser o aumento das chuvas em dezembro, janeiro e fevereiro.

Não há grandes animais corredores nas florestas, já que elas são “fechadas”.

O solo de uma floresta tropical é uma camada fina e imprópria para a agricultura. É um solo pobre. O que fornece os nutrientes para que os vegetais cresçam é a matéria orgânica (os restos de animais e vegetais mortos).

O solo de uma floresta tropical também não consegue “segurar” a água. Quando chove, a água rapidamente “viaja” das raízes para as folhas e evapora.

Por isso, quando uma floresta tropical é desmatada, a água corre para lugares mais baixos, provocando erosão. As florestas desmatadas transformam-se rapidamente em desertos.

Florestas tropicais são os locais que possuem a maior biodiversidade do mundo.

Exemplos de animais que vivem nas florestas tropicais são os macacos, preguiças, tucanos, papagaios, lagartos, sapos, cobras, onças... Nas florestas da Indonésia, há esquilos e lagartos “voadores” pulando de galho em galho.

Existem também as florestas temperadas, situadas nas faixas de zonas temperadas da Terra.

As florestas temperadas vivem verões quentes, invernos frios e chuvas moderadas ao longo do ano. Já cobriram toda a Europa, mas hoje só restam fragmentos dispersos.

Os animais dessas florestas geralmente se reproduzem acompanhando as estações do ano.

 

As árvores das florestas temperadas não chegam a ser tão altas como as das tropicais, mas têm um bom tamanho. É o caso do carvalho, da nogueira e do plátano.

No outono, suas folhas caem, e o fato de perderem suas folhas, que são sua parte mais frágil, permite que sobrevivam ao frio do inverno, pois os caules que ficam são envolvidos por cascas grossas que protegem os vegetais.

Na primavera, ocorre uma “explosão de vida”: as árvores florescem e as folhas verdes reaparecem, junto com os animais e seus filhotes. Eles crescem no verão e outono, e se recolhem novamente no inverno, onde preparam novos filhotes, novas folhas e flores.

Exemplos de animais das florestas temperadas são veados, javalis, cabritos monteses, ratos, lebres e raposas.

Em regiões ainda mais frias (mais próximas da zona glacial ártica), temos as florestas de coníferas; florestas com boa umidade e gelo no (longo) inverno.

Esse nome é explicado pela vegetação, que não é muito variada: há ciprestes, abetos e pinheiros (árvores do grupo das coníferas). Suas folhas são pouco desenvolvidas, mas formam matas bem escuras, chamadas também de “florestas negras”.

 

Há também poucos tipos de animais: alce, lince, esquilo e urso-cinzento na América do Norte; cabrito montês e porco-espinho na Europa;

As aves são abundantes no verão, mas no inverno migram para lugares mais quentes.

No passado, as florestas cobriam regiões muito maiores do planeta. Mas só nos últimos 200 anos, com o aumento da população, mais da metade foi devastada e convertida em pastos e terras cultivadas. Fora as regiões devastadas para a exploração de madeira e carvão, que se tornaram estéreis.

Os campos abertos são encontrados em tipos variados no mundo todo: temos as pradarias nos Estados Unidos, os pampas no Rio Grande do Sul e Argentina, as estepes na ex-União Soviética, as savanas na África, os campos na Austrália e os cerrados na região central do Brasil.

 

Nos campos dos EUA há búfalos, bisões, coiotes e raposas. Na Austrália há cangurus, no Brasil tatus e tamanduás. Apenas na África há leões, girafas, zebras, hienas, rinocerontes e muitos elefantes.

São numerosos os pássaros e insetos voadores.

O solo dos campos é bastante profundo, rico em minerais e acumula água na sua superfície. Pode-se cavar poços e encontrar água a 20 m de profundidade.

Nos campos africanos, podemos encontrar muitos mamíferos corredores, como o guepardo e a chita (o animal mais veloz do mundo, que atinge 110 km/h).

 

Resumindo, então

 

Os tipos (e a quantidade) de seres vivos que vivem em um ambiente dependem da quantidade de água, da umidade do ar e das substâncias presentes nesse ambiente;

Florestas tropicais:

Florestas da zona tórrida ou intertropical da Terra;

Apresentam a maior biodiversidade do mundo;

Seu solo é pobre e impróprio para a agricultura. Os vegetais tiram seus nutrientes da matéria orgânica (restos de animais e vegetais mortos);

Árvores altas, clima úmido e ar parado.

Florestas temperadas:

Florestas das zonas temperadas da Terra;

Verões quentes, invernos intensos e chuvas regulares o ano todo;

Animais seguem seus ciclos de reprodução acompanhando as estações do ano;

Aves migram para lugares mais quentes no inverno.

Florestas de coníferas:

Florestas mais próximas da zona glacial ártica;

Clima úmido e muita neve e frio nos longos invernos;

Pouca biodiversidade;

Têm esse nome por causa dos pinheiros, árvores do grupo das coníferas;

Também são conhecidas como “florestas negras”, devido à escuridão das matas;

Campos abertos:

Existem em grande variedade: pradarias (EUA), savanas (África), cerrado (Brasil central), estepes (ex-União Soviética), etc.

Regiões de poucas árvores, solo rico em minerais e água, vegetação baixa e períodos de seca;

Nos campos vivem grandes animais corredores, como o guepardo e a chita (o animal mais rápido do mundo).

 


Os artigos veiculados neste site são de inteira responsabilidade dos respectivos autores/publicadores. Informe-nos em caso de violação dos direitos autorais para que possamos retirar o(s) referido(s) artigos(s) do ar

 
Perfil de: Emille Paulino

Autor(a) com 38 artigos no site

Comentários  

 
0 #7 #9 ana vitória 27/08/2014 23:40
muito bom legail ok eu sabia eu estudar sim melhor impotante ciencia :roll: ok
Citação
 
 
0 #6 luquete 03/06/2013 17:13
Eu adorei agora da licemça que eu vou dormir
Citação
 
 
+1 #5 priscila 19/05/2013 15:56
eu ache muito bom e e bom cuidar do meio ambiente legal e muito maneiro
Citação
 
 
+1 #4 bruna 09/04/2013 01:17
eu achei legalllllllllll lllllllllllllll llllllllllllll
Citação
 
 
+1 #3 mat 12/03/2013 18:26
cara obrigadao vc me sauvou :D :D :D :D :D :D :D
Citação
 
 
+1 #2 Janinha 02/10/2012 19:54
gosto,intendi e ajudou-me a realizar um trabalho.
Obrigada!!!!
Citação
 
 
+1 #1 ana beatriz 20/06/2012 12:19
que maneiro
Citação
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar